|    1 dez 2017

Música que corre no sangue

Johann Sebastian, Johann Ludwig, Wilhelm Friedemann, Carl Philipp Emanuel e Johann Christian compartilham o sobrenome Bach e também o nosso dia 9 de dezembro, último sábado de 2017 que dedicamos ao período Barroco.

2017-blog-bach-e-cia

por Josineia Godinho *

 

Johann Sebastian Bach (Eisenach, Alemanha, 1685 – Leipzig, Alemanha, 1750) teve em vida a reputação de exímio mestre de todos os teclados conhecidos na época e excelente professor. Foi também amplamente reconhecido como expert na construção de órgãos e avaliador de instrumentos. Embora suas composições fossem consideradas, por seus contemporâneos, complexas e de difícil compreensão, J. S. Bach foi extremamente respeitado, o que demonstra sua primeira biografia publicada em 1802 por Forkel, baseada em depoimentos e cartas de seus filhos mais velhos. Teve vinte filhos em dois casamentos: do primeiro, com sua prima Maria Bárbara, cinco homens e duas mulheres. Do segundo, com a cantora Anna Magdalena, seis homens e sete mulheres. Muitos deles morreram precocemente. Dos seis filhos homens sobreviventes, apenas um não seguiu a carreira musical.

 

A família Bach foi um extraordinário exemplo de hereditariedade musical, com várias gerações de músicos profissionais. Johann Ludwig Bach (Eisenach, Alemanha, 1677 – Meiningen, Alemanha, 1731), compositor e violinista, era primo em segundo grau de Johann Sebastian, que copiou e fez executar várias de suas obras. Compôs muitas cantatas e outras obras sacras, suítes e concertos.

 

Sobre a formação musical do filho mais velho de Johann Sebastian, Wilhelm Friedemann (Weimar, Alemanha,1710 – Berlim, Alemanha, 1784), temos informações valiosas através do livro de partituras preparado para ele pelo pai. Continha tabelas de leitura de claves, resolução de ornamentos e uma compilação de obras para teclado, na maioria da autoria de Johann Sebastian, em ordem crescente de dificuldade. Além da formação musical, estudou Matemática e também Direito, talvez como uma forma de evitar a posição de serviçal por excelência, destinada aos músicos na época. Ocupou cargos de organista nas igrejas principais de Halle e Dresden, mas decidiu-se relativamente cedo pela carreira de músico autônomo. Muito conceituado como professor, um dos seus alunos foi J. Nikolaus Forkel, o primeiro biógrafo de J. S. Bach. Devido a problemas financeiros, acabou por vender alguns manuscritos do pai no final da vida, para angariar fundos.

 

Carl Philipp Emanuel (Weimar, Alemanha, 1714 – Hamburgo, Alemanha, 1788), o mais ilustre dos filhos de Johann Sebastian, quatro anos mais novo que o irmão Wilhelm Friedemann, iniciou sua vida profissional como cravista da corte da Prússia, sob Frederico II. Viveu em Berlim por quase trinta anos e construiu fama de incomparável cravista e professor do instrumento. Paralelamente compôs para cravo e música de câmara. Após tanto tempo em Berlim, transferiu-se para Hamburgo como substituto de seu padrinho de batismo, Georg Philipp Telemann, no cargo de diretor musical da cidade. As responsabilidades do cargo abrangiam providenciar e supervisionar a música executada nas cinco igrejas principais da cidade e também no Johanneum, principal escola latina da cidade. Assim como o irmão mais velho, ele também estudou Direito. Além de uma obra musical extremamente significativa para os teclados, escreveu um tratado abrangente a respeito da técnica para esses instrumentos – A verdadeira arte de tocar o cravo. Este se tornou básico na formação de cravistas e pianistas até o século XIX e inspirou professores como Clementi e Cramer em seus métodos de piano.

 

Johann Christian (Leipzig, Alemanha, 1735 – Londres, Inglaterra, 1782), o filho mais novo, teve a maior parte da sua primeira educação musical orientada por Carl Philipp Emanuel, por ser muito jovem quando da morte do pai. Concluiu sua formação na Itália, com o célebre Padre Martini, enquanto trabalhava para a família Litta em Milão. Foi nomeado organista da Catedral de Milão, o que implicou sua conversão ao Catolicismo, rompendo com a forte tradição luterana da família Bach. Em Milão estabeleceu-se como bem-sucedido compositor de óperas. Suas obras chamaram a atenção da rainha da Inglaterra, Charlotte, que lhe ofereceu o cargo de professor particular real e, posteriormente, compositor do Teatro Real de Londres. Em Londres associou-se a seu amigo de infância, o gambista Carl Friedrich Abel, na organização de séries de concertos públicos, provavelmente as primeiras de modelo próximo às conhecidas hoje. Em Londres conheceu Mozart, então com oito anos de idade, influenciando-o e iniciando com ele uma sólida amizade.

 

Se a música de Johann Sebastian alcançou, em vida, pouco reconhecimento, seus filhos Wilhelm Friedemann, Carl Philipp Emanuel e Johann Christian conseguiram agradar o público por adotarem a tendência da época, o estilo galante, ao escrever música que o futuro designou como clássica.

 

* Mestre em Música, organista da Catedral da Sé de Mariana.

 

PARA AMPLIAR O CONHECIMENTO

Para ler
Roland de Candé – Os Músicos: a vida, a obra, os estilos – Editora WMF Martins Fontes – 1985

 

Para ouvir

Wilhelm Friedemann Bach

Sinfonia em Fá maior | Combattimento Consort Amsterdam – Jan Willem de Vriend, regente
Acesse: www.youtube.com/watch?v=UybW7tFW1O0&list=RDUybW7tFW1O0#t=60

 

Carl Philipp Emanuel Bach

Sinfonia em si menor, H. 661 | Orchestra of the Age of Enlightenment – Gustav Leonhardt, regente
Acesse: www.youtube.com/watch?v=-ebIU0VZZnk (Allegretto)

  

Johann Christian Bach

Sinfonia em Si bemol maior, op. 18, nº 2 | Failoni Orchestra – Hanspeter Gmür, regente
Acesse: www.youtube.com/watch?v=srzjOJjBHmc

 

Para assistir

Johann Sebastian Bach

Cantata nº 211, “Do Café” | Concentus Musicus Wien – Nikolaus Harnoncourt, regente – Janet Perry, soprano – Peter Schreier, tenor – Robert Holl, baixo
Acesse: www.youtube.com/watch?v=H5Ocydot-vA

 

Cantata nº 211, “Do Café” | The Amsterdam Baroque Orchestra and Choir – Ton Koopman, regente – Anne Grimm, soprano – Lothar Odinius, tenor – Klaus Mertens, baixo
Acesse: www.youtube.com/watch?v=Ougfizf6sZw

 

 

Para visitar

www.allofbach.com

Posts relacionados