Obras e
compositores

Em sua trajetória, a Filarmônica já interpretou vários compositores. Aqui você pode conhecer melhor a história e as obras de alguns deles. Use os filtros para encontrar um compositor ou obra.

Encontre

Dmitri
Kabalevsky

O íntimo relacionamento de Kabalevsky com o regime comunista soviético fez com que sua música ganhasse pouca projeção fora de seu país – algo que vem sendo retificado nos últimos anos. Suas obras mais conhecidas são as suítes para Os comediantes e Romeu e Julieta, além de seus dois concertos para violoncelo.

Vasily
Kalinnikov

Kalinnikov teve uma vida de grandes dificuldades financeiras e, quando muito jovem, sofreu de tuberculose, doença que o levou à morte aos 34 anos. Admirado por colegas como Rachmaninov e Tchaikovsky, deixou como principal legado musical duas sinfonias que representam bem o espírito russo da época.

Mieczyslaw
Karlowicz

Um dos principais compositores poloneses do início do século XX, Karlowicz sempre se mostrou interessado pela música do período romântico. Em sua obra curta, mas muito admirada, destacam-se a Rapsódia Lituana, o Concerto para violino e a sinfonia “Renascer”.

Aaron Jay
Kernis

Um dos compositores mais requisitados de sua geração, o americano Kernis é vencedor dos prêmios Pulitzer, Grawemeyer e Nemmers. Professor na renomada Yale School of Music, já teve obras comissionadas por alguns dos principais solistas e orquestras de seu país.

Erich Wolfgang
Korngold

Filho de crítico musical, Korngold escreveu óperas que foram muito bem recebidas na Europa. Em 1934, mudou-se para os Estados Unidos, passando a compor trilha sonora para os filmes de Hollywood, com o mesmo êxito.

Edino
Krieger

O catarinense Edino Krieger é, ao lado de Guerra-Peixe e Cláudio Santoro, um dos principais nomes da vanguarda musical no Brasil durante o século XX. Estudou com Copland e Milhaud nos EUA e compôs para diversos estilos e formações. Também é reconhecido por seu trabalho à frente de uma série de instituições e iniciativas culturais no país.