Mendelssohn redescoberto

Andrés Cárdenes, regente convidado e violino

|    Allegro 2020

|    Vivace 2020

BRAHMS
MENDELSSOHN
SCHUMANN
Danças Húngaras números 1, 10, 11, 14 e 5
Concerto para violino em ré menor
Sinfonia nº 3 em Mi bemol maior, op. 97, "Renana"

Andrés Cárdenes, regente convidado e violino

O cubano Andrés Cárdenes começou seus estudos aos 15 anos com Thor Johnson, antigo diretor musical da Sinfônica de Cincinnati. Depois de passar pela Universidade de Indiana para estudar com o lendário Josef Gingold, Cárdenes continuou sua formação sob a tutela de Bryan Balkwill, então regente da Covent Garden. Aos 25, aceitou o posto de spalla das orquestras sinfônicas de San Diego, Utah e Pittsburgh, permanecendo por 25 anos no posto. Alguns de seus mentores são Lorin Maazel, Charles Dutoit, Rafael Fruhbeck de Burgos, Leonard Slatkin, Sir Andrew Davis e David Zinman. Além da frequente colaboração com a Sinfônica de Pittsburgh, Cárdenes conduziu diversas orquestras pelo globo: a Orquestra da Rádio de Munique, Sinfônicas de Dallas, San Diego, New West, da Venezuela e as filarmônicas de Brevard, Cleveland Institute e a Fundación Beethoven, em Santiago, Chile.

Programa de Concerto

26 nov 2020
quinta-feira, 20h30

Sala Minas Gerais

27 nov 2020
sexta-feira, 20h30

Sala Minas Gerais
Quero ser lembrado deste concerto.
adicione à agenda 26/11/2020 8:30 PM America/Sao_Paulo Mendelssohn redescoberto false DD/MM/YYYY