Variações

José Soares, regente
Aleyson Scopel, piano

|    Fora de Série

BRAGA
CHOPIN
GINASTERA
BRAHMS
Variações sobre um tema brasileiro
Variações sobre o "Là ci darem la mano", op. 2
Variaciones Concertantes, op. 23
Variações sobre um tema de Haydn, op. 56a

José Soares, regente

Natural de São Paulo, José Soares iniciou-se na música com sua mãe, Ana Yara Campos. Estudou Regência Orquestral com o maestro Cláudio Cruz, em um programa regular de masterclasses em parceria com a Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. Participou como bolsista nas edições de 2016 e 2017 do Festival Internacional de Inverno Campos do Jordão, sendo orientado por Marin Alsop, Arvo Volmer, Giancarlo Guerrero e Alexander Libreich. Recebeu, nesta última, o Prêmio de Regência, tendo sido convidado a atuar como regente assistente da Osesp em parte da temporada 2018, participando de um Concerto Matinal a convite de Marin Alsop. Foi aluno do Laboratório de Regência da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, sendo convidado pelo maestro Fabio Mechetti a reger um dos Concertos para a Juventude da temporada 2019. Em julho deste mesmo ano, teve aulas com Paavo Järvi, Neëme Järvi, Kristjan Järvi e Leonid Grin, como parte do programa de Regência do Festival de Música de Parnü, Estônia. Atualmente cursa o bacharelado em Composição pela Universidade de São Paulo.

Os primeiros acordes de Aleyson Scopel ao piano foram aos 14 anos, para pouco depois formar-se com a mais alta distinção no New England Conservatory of Music, em Boston. No Brasil, prosseguiu orientado por Myrian Dauelsberg e Celia Ottoni. Aclamado como um dos grandes talentos do piano no Brasil, Aleyson já percorreu diversas orquestras nacionais, como as Sinfônicas Brasileira, de São Paulo, Bahia, Porto Alegre, Espírito Santo, a Filarmônica de Minas Gerais e a do Amazonas. Vencedor dos prêmios Nelson Freire e Magda Tagliaferro, o pianista foi elogiado por Almeida Prado pela execução do ciclo de Cartas Celestes, de autoria do compositor paulista, em álbum pelo selo Naxos.

Programa de Concerto

Variações sobre um tema brasileiro | BRAGA

As Variações sobre um tema brasileiro surgem em um momento em que o carioca Francisco Braga se esforçava para se alinhar à premissa defendida por Mário de Andrade: para o escritor modernista, um compositor verdadeiramente interessado em fazer o que ele chamava de música brasileira deveria se debruçar sobre o folclore do país. Sendo assim, Francisco Braga, até então orientado para a cultura sinfônica europeia, passou a trabalhar temas nacionais. Esta obra faz parte dos mais produtivos períodos da carreira de Braga, com cerca de quinze obras compostas entre 1903 e 1906. As Variações são de 1906, mesmo ano em que também compôs o Hino à bandeira.

Frédéric Chopin escreveu Variações sobre o "Là ci darem la mano" aos dezessete anos, como tarefa de suas aulas no Conservatório de Varsóvia, Polônia. O tema para seu opus 2 foi retirado de um dueto de mesmo nome da ópera Don Giovanni, de Mozart. Obra de juventude, representa a primeira ocasião em que Chopin escreveu um trabalho com acompanhamento orquestral. Sua genialidade se mostra conforme a maestria do piano é revelada ao longo da peça, mas a orquestra faz um pouco mais do que simplesmente acompanhar o solista. Ciente da importância de Variações sobre o "Là ci darem la mano como uma declaração de amadurecimento que introduziria seu talento além das fronteiras da Polônia, Chopin revisou a obra extensivamente. Atento aos detalhes da peça, diversos esboços e alterações foram feitas até que o trabalho fosse um cartão de visitas à altura do compositor. Sucesso imediato, a estreia ocorreu em Viena, em 11 de agosto de 1829. Dois anos depois, após a publicação das Variações, Schumann declarou: “Tirem os chapéus, senhores! Um gênio!”

Alberto Ginastera ocupa um dos mais importantes lugares no panorama da música argentina. Sua linguagem conheceu inúmeras transformações, desde a inspiração no folclore até todas as experiências do século XX. A partir da Sonata nº 1 para piano (1952) e das Variações Concertantes, op. 23 começa sua carreira internacional, após um período de meditação e escolha de caminhos. As Variações, dedicadas a Igor Markevitch, foram estreadas por esse regente. A orquestração é composta por madeiras, metais, tímpanos, harpa e cordas. Consta de um tema para violoncelo e harpa e de onze variações e interlúdios. Cada variação destaca as possibilidades e a beleza de um instrumento solista, enquanto os interlúdios se destinam a grupos, um de todas as cordas, outro de sopros. O acorde formado pelas cordas soltas do violão aparece na exposição do tema. Enquanto a harpa toca essas notas, o violoncelo expõe o tema. Em outras passagens reaparece esse acorde que se encontra em muitas obras do autor, adquirindo valor simbólico. Na última variação surge o ritmo do Malambo, tradicional dança dos gaúchos argentinos. Equilíbrio formal, orquestração refinada, interessante uso do material temático e exemplar poder de síntese são características da obra.

Muitos dizem que Johannes Brahms foi o último romântico, embora seus contemporâneos constantemente o vissem como um tradicionalista, influenciado mais pela música do passado, do que preocupado com os desafios da linguagem do presente e do futuro. Sobre Haydn, escreveu um dia: "Isso sim foi um par! Quão miserável estamos por comparação”. Nada mais natural então que dedicasse uma composição ao mestre classicista. As Variações são um bom exemplo do estilo inicial de Brahms, que começou a estudar seriamente a obra de Haydn por influência de Karl Ferdinand Pohl, arquivista e estudioso da Filarmônica de Viena. Assim descobriu uma melodia para sopros conhecida como Coral de Santo Antônio, que se tornou a base para as Variações (curiosamente, mais tarde se descobriu que o tema foi provavelmente escrito por um dos pupilos de Haydn). O próprio Brahms listou a obra como uma de suas favoritas.

10 out 2020
sábado, 18h00

Sala Minas Gerais
Quero ser lembrado deste concerto.
adicione à agenda 10/10/2020 6:00 PM America/Sao_Paulo Variações false DD/MM/YYYY
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
27 28 29 30 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31