O sedutor “Concerto para piano nº 2″ de Bartók

22 e 23 de agosto 2019, das 19H30 às 20H
Sala de Recepções
Palestrante: Paulo Sérgio Malheiros

ir para a página deste programa

Desapontado com o insucesso do seu primeiro concerto para piano, Béla Bartók resolveu mudar de estratégia no segundo para compor “uma obra que fosse menos difícil quanto aos obstáculos para a orquestra e cujos materiais temáticos fossem mais sedutores”. Já Anton Bruckner não pôde ouvir a sua Sinfonia nº 5, pois estava bastante doente quando ela foi estreada, em 1894. Bruckner a considerava sua “obra-prima contrapontística”. O musicólogo belga Harry Halbreich a chamou de “gigantesca catedral sonora”. Recebemos mais uma vez o pianista e professor da UEMG Paulo Sérgio Malheiros dos Santos para nos falar sobre essas duas obras incríveis.

Paulo Sérgio Malheiros

Paulo Sérgio Malheiros é pianista, Doutor em Letras, professor na UEMG, autor dos livros "Músico, doce músico" e "O grão perfumado – Mário de Andrade e a arte do inacabado". Apresenta o programa semanal Recitais Brasileiros, pela Rádio Inconfidência.