Ponte Rio de Janeiro-Bonn

05 e 06 de julho 2018, das 19H30 às 20H
Sala de Recepções
Palestrante: Arnon de Oliveira

ir para a página deste programa

Há 150 anos nascia no Rio de Janeiro Francisco Braga, compositor, regente e professor. Sua de Braga vai muito além do Hino à Bandeira. A passagem do seu aniversário é uma boa oportunidade para apresentar trabalhos de sua autoria, como o poema sinfônico Paysage. Ainda no universo carioca, porém dos dias de hoje, trazemos o Concertino de João Guilherme Ripper para oboé, fagote e orquestra de cordas. Saindo do Rio em direção a Bonn, no interior da Alemanha, o maestro Arnon de Oliveira comenta também a Sétima Sinfonia de Beethoven.

 

A imagem que ilustra esta página é um recorte de retrato do compositor Francisco Braga feito no Rio de Janeiro em 1938 (autor desconhecido).

Arnon de Oliveira

Graduado em Piano e Regência pela Escola de Música da UFMG. Mestre em Musicologia, com ênfase em Música Brasileira, pela Unirio. Doutor em História, com ênfase em História Social da Cultura, pela Fafich/UFMG. Atualmente é professor de regência coral na Escola de Música da UFMG, além de regente e diretor artístico dos Coros Madrigale e BDMG. Pesquisador e musicólogo responsável pelo resgate e primeira apresentação de várias obras de compositores de Minas Gerais, do período colonial e do século XX.